Jogar video game deixa o cérebro mais jovem | Portal Mosaico

Jogar video game deixa o cérebro mais jovem

JOGAR VIDEO GAME DEIXA O CÉREBRO MAIS JOVEM

Uma nova pesquisa publicada na Nature, revista de informações científicas, mostra que quando uma pessoa de mais idade joga um jogo de video game da nova geração (3D), eles aumentam a capacidade funcional cognitiva do cérebro dos jogadores. Em outras palavras, este exercício deixa o cérebro mais jovem.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia do campus de San Francisco (UCSF), basearam a pesquisa em um jogo de corrida. A cada autódromo jogado, o jogador tinha contato com uma variação de sinais, incluindo a jogabilidade variável, como acelerar e frear nos pontos corretos de cada circuito. O que os pesquisadores fizeram foi exigir multitarefas do cérebro durante o jogo.

Dentre as exigências para o experimento foi que o grupo entre 60 a 80 anos jogassem o jogo durante 12 horas. Assim, descobriram que as habilidades desse grupo superou os jogadores novatos de 20 anos de idade.

neuroracer

O gráfico demonstra o aumento da atividade cerebral nos idosos (older adults), antes (initial) e depois (post-training) do treinamento com multitarefas (multitasking training) no video game, comparado a um cérebro jovem (younger adults).

As gravações da eletroencefalografia (EEG) dos idosos mostrou que as ondas cerebrais deles mudaram no córtex pré-frontal (parte responsável pela atenção, memória de trabalho, planejamento de comportamentos, pensamentos complexos, tomada de decisões), a ponto de corrigir os déficits neurais do controle cognitivo comum nos idosos, melhorando e otimizando a comunicação entre diferentes regiões do cérebro.

A expectativa dos pesquisadores é que jogos desse tipo sejam desenvolvidos para ajudar no tratamento de confusões mentais, assim como no aumento da capacidade cognitiva na velhice.

Assim fica claro que o video game é uma poderosa ferramenta para o aprimoramento cognitivo.

Fonte: www.ucsf.edu; Nature

Imagem: Divulgação/Internet

Imagem 2: Joaquin A. Anguera/UCSF

Eduardo Salles

Jornalista; idealizador, co-fundador, administrador e editor do Portal Mosaico; colunista do site musical Rock Noize (Coluna S&S); colunista do site esportivo Vida de atleta; Advogado; Membro efetivo da comissão de Direitos Autorais da Ordem dos Advogados do Brasil secção São Paulo; Professor de Filosofia e de Sociologia. Amante do estudo do comportamento humano, além de moda, games, música alternativa e suas vertentes dos anos 80 e 90, Synthpop/Eletropop, e o atual Indie rock. Instagram: lordsalles; [email protected]


Top